Jorge Maravilha – Chico Buarque

LETRA: Jorge Maravilha
(Leonel Paiva, Chico Buarque)

E nada como um tempo após um contratempo
Pro meu coração
E não vale a pena ficar, apenas ficar
Chorando, resmungando, até quando? Não, não…
E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão
Do que dois pais sobrevoando

Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta – Eu vou fazer o quê?
Ela gosta do tango, do dengo, do mengo, domingo e de cosca
Ela pega e me pisca, belisca, petisca, me arrisca e me enrosca

E nada como um dia após o outro dia
Pro meu coração
E não vale a pena ficar, apenas ficar
Chorando, resmungando até quando?…
E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão do que dois pais sobrevoando

Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta – Eu vou fazer o quê?
Ela gosta do tango, do dengo, do mengo, domingo e de cosca
Ela pega e me pisca, belisca, petisca, me arrisca e me enrosca

E nada como um dia após o outro dia
Pro meu coração
E não vale a pena ficar, apenas ficar
Chorando, resmungando até quando? Não, não…
E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão do que dois pais sobrevoando

Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta – Eu vou fazer o quê?
Ela gosta do tango, do dengo, do mengo, domingo e de cosca
Ela pega e me pisca, petisca, belisca, me arrisca e me enrosca

E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão do que dois pais sobrevoando

Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Eu já falei pra você… Mas sua filha insiste em me querer
Ela gosta do tango, do dengo, do mengo, domingo e de cosca
Ela pega e me pisca, petisca, belisca, me arrisca e me enrosca

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.